Vasco

Vasco

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

terça-feira, 21 de novembro de 2017

VASCO DOS GRÁFICOS - 4 X 2 CORINTHIANS

“O Vasco classificou-se com justiça”. Foi o título escrito pela semanária carioca “Esporte Ilustrado”, em sua página 18, de 3 de julho de 1953, sobre a rodada das semifinais do Torneio Octogonal do Rio de Janeiro.
Em sua interessante (para hoje) linguagem de época, o redator considerou que “Bellini, encontrando pela frente um Baltazar que é jogador de  peito, ganhou o tirão”; que Djayr “largando um pouco o sassarico...teve um bonito gol”, e que Ipojucan “distribuiu bem o jogo, enfeitando as jogadas com o costumeiro estilo, já consagrado”.      
O encontro foi em 24 de junho, no Maracanã, apitado por Erick Luiz Westman, com renda de Cr$ 487 mil, 924 cruzeiros e 60 centavos, tendo os gols cruzmaltinos sido marcados por Pinga (2), Maneca e Ipojucan, com 3 x 1 no primeiro tempo.
A escalação vascaína alinhou: Ernani, Mirim e Bellini; Ely, Danilo e Jorge; Sabará (Alfredo), Maneca, Ipojucan (Ademir Menezes), Pinga e Djayr.   
O torneio homenageou o presidente da Confederação Brasileira de Desportos, Ravadávia Corrêa Meyer, e foi disputado, também, por Botafogo, Fluminense, São Paulo, Hibernian, da Escócia, Sporting, de Portugal, e Olimpia, do Paraguai.   

 
 

TRAGÉDIAS DA COLINA - PREJUIZAÇO

Aconteceu no dia 16 de maio de 1993, pelo Campeonato de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. A galera não botou muita fé na “Turma da Colina” anunciada para a partida e, apenas, 1.300 pagantes compareceram ao estádio de  São Januário, para testemunhar Vasco da Gama 3 X 0 Bonsucesso. A renda não deu nem para pagar a bomba que encheu a bola do jogo.
Os gols foram marcados por Hernande (2) e Giovane, e o treinador era o ex-zagueiro vascaíno Joel Santana, que escalou.: Carlos Germano; Pimentel, Alê, Tinho (Alex) e Cássio; França, Leandro Ávila, Geovani e Carlos Alberto Dias (Gian);  Valdir Bigode e Hernande – daquela vez, o "Almirante" pagou para jogar.