Vasco

Vasco

domingo, 23 de abril de 2017

A GRAÇA DA COLINA - PINTO & LIPE

É bem possível que muitos torcedores cruzmaltinos não se lembrem mais do meio-campista 'Pintinho', que esteve por São Januário durante as temporadas 1980/1981.
 Realmente, nunca mais a imprensa brasileira falou dele. As últimas notícias davam conta de que residia na Espanha, empresariando atletas de futebol.
Registrado e batizado por Carlos Alberto Gomes, o 'Pintinho' nasceu no Rio de Janeiro, em 25 de junho de 1955. Cria do Fluminense, chegou a São Januário em 1984. Da colina, rumou para o espanhol Sevilha, onde encerrou a carreira.
 'Pintinho' também colocou nos costados a jaqueta canarinha da Seleção Brasileira. Defendeu a olímpica, em quatro jogos, com dois empates e duas escorregadas, e em seis compromissos pelo time principal, tendo ficado invicto, com três vitórias e três empates. Nesta imagem reproduzida do jornal "O Globo", ele foi chargeado pelo caricaturista Lan.

 Um outro vascaíno que foi para a ponta do lápis chama-se Felipe Jorge Loureiro, também carioca, nascido em 2 de setembro de 1977, ano em que o Vasco da Gama foi o campeão estadual. O Kike viu a sua caricatura no jornal carioca Lance.
Enquanto Pintinho demorou pouco pela Colina e não chegou a ser ídolo da torcida vascaína, Felipe foi. E muito. Em sua primeira viagem a bordo da esquadra do "Almirante", entre 1996/2.000, disputou 268 partidas e marcou 42 gols. Na segunda, entre 2.010;2012, foram mais 110 prélios e mais 13 bolas no filó, totalizando 378 entradas em campo e 55 saídas para o abraço.
Felipe em 1996, reproduzido
do jornal "Lance".
 Agradecimento.
 
It is quite possible that many cross-country fans will not remember the 'Pintinho' midfielder who was in São Januário between 1980 and 1981. Actually, the Brazilian press has never spoken of him again. The latest news was that he resided in Spain and worked as an entrepreneur for soccer players.
Registered and baptized by Carlos Alberto Gomes, 'Pintinho' was born in Rio de Janeiro, on June 25, 1955. He was born in Fluminense, arrived in São Januário in 1984. From the hill, he went to the Spanish city of Seville, where he finished his career.
 
'Pintinho' also put on the sides the Brazilian national team's canary jacket. He defended the Olympics in four games with two draws and two slips and six appointments for the main team, having been unbeaten with three wins and three draws. In this image reproduced from the newspaper "O Globo", he was charged by the caricaturist Lan.
 
Another Vascaíno that went to the tip of the pencil is called Felipe Jorge Loureiro, also carioca, born on September 2, 1977, the year in which Vasco da Gama was the state champion. Kike saw his caricature in the Rio newspaper Lance.While Pintinho took little time for the Hill and did not become idol of the Basque fans, Felipe was. Is very. In his first trip aboard the "Admiral" squad, between 1996 / 2,000, he played 268 matches and scored 42 goals. In the second, between 2010, 2012, there were another 110 prelings and another 13 balls in the filó, totaling 378 entrances in the field and 55 ssidas to the embrace
 
 
 
 

 

 

O DOMINGO É DIA DE MULHER BONITA - LILIAN RAMOS, A AMIGA DO PRESIDENTE

Lembra-se de Lilian Ramos, a modelo fotográfica fotografada, durante o Carnaval-1994, sem calcinha, ao lado do presidente da Repúblicas, Itamar Franco? Aconteceu em um camarote da Avenida Sapucaí, quando rolavam os desfiles das escolas de samba.
Reprodução do arquivo do Jornal de Brasília.
 Agradecimento
 Aos 53 anos de idade, ela segue em boa forma física, como comprova a foto abaixo em que usa um biquini branco, publicada em seu “facebook”.
Lilian reside  na bela capital italiana, a vecchia Roma, onde chegam todos os caminhos, e tornou-se cantora.
Dos velhos tempos, Lilian não perdoa jornalistas que tentaram jogá-la para baixo, por causa daquela foto. Lembra que já havia participado de três filmes e de três peças teatrais, além de sido capa e feito um ensaio para uma revista masculina.
Ela segue garantindo que não estava sem a calcinha do lado do chefe da nação brasileira, mas usando um “collant” da cor da pele.

Foto reproduzida do facebook da modelo. Agradecimento. 
Do you remember Lilian Ramos, the photographic model photographed, during the Carnival-1994, without panties, next to the president of the Republics, Itamar Franco? It happened in a stateroom on Avenida Sapucaí, when the parades of the samba schools rolled.
  At 53 years of age, she is in good physical shape, as evidenced by the fact that she uses a white bikini, published in her "facebook".

Lilian resides in the beautiful Italian capital, the vecchia Roma, where all roads arrive, and became a singer.
From the old days, Lilian Nova does not forgive journalists who tried to throw her down because of that photo.

He remembers that he had already participated in three films and three plays, besides being cover and made an essay for a men's magazine. And goes on to ensure that she was not without the panties on the Brazilian nation's side, but wearing a skin-colored "tights".

HISTORI&LENDAS DA COLINA - PALPITE


 O Teste  465 da Loteria Esportiva, no sábado 20 de outubro de 1979, marcava Vasco x Portuguesa-RJ, pela quarta rodada do terceiro turno do Campeonato Estadual-RJ. Era o Jogo 1. Na época, a revista paulista "Placar" tirava a mais completa radiografia do lance, sem faltar um quesito orientador. A seção chamava-se "Bolão" e incluía até um quadro mostrando o biorritmo dos goleiros – moderníssimo, para a época.
 Os estatísticos da "Placar" produziam mais cinco colunas orientadoras:  1 - "O mapa da mina", mostrando aos adeptos da numerologia  quantas vezes venceram o time da Coluna 1; 2 - "Quadro de Tendências", prevendo a incidências de palpites certos nas três colunas; 3 - "O que está em atraso", para o apostador saber há quantas semanas não rolava determinada coluna: 4 - "Façam as suas apostas", a sugestão de gasto no volante da semana; 5 - "Da última vez", que era a referência à percentagem de apostas na última vez em que os dois times se enfrentaram pela Loteria Esportiva, com o mesmo mando de campo.
PARA AQUELE TESTE, "Placar" informava aos que não acompanhavam o futebol em cima do lance que o Vasco era terceiro colocado do seu Estadual, com seis pontos, em três jogos, marcando quatro e sofrendo um gol. Lutava pelo título. Sobre a "Lusa da Ilha do Governador", escancarava que só cumpria tabela, com campanha medíocre, em quinto lugar, somando três pontos,  tendo três tentos pró e sete contra.
Sem receio, a revistas mandava apostar no Vasco, a Coluna 1. E citava os seus últimos resultados: 1 x 1 Botafogo (22.09.1979); 1 x 1 Criciúma-SC (26.09); 1 x 0 Bangu (30.09); 2 x 1 Botafogo (07.10) e 1 x 0 Americano-RJ (13.10). De sua parte, a "Zebra" vinha de três empates, uma vitória e uma derrota. "Placar" informava, ainda que, pela Loteria Esportiva, os dos times haviam se encontrado em três oportunidades, com três vitórias vascaínas.
E veio o jogo e o palpite de "Placar" esteve absolutamente correto, sem chances de "zebrar" o placar: Vasco 7 x 0, no Maracanã, com gols de Guina (2), Paulinho Pereira, Roberto Dinamite, Wilsinho e Katinha. O time: Emerson Leão; Paulinho Pereira, Ivã (Paulo César), Gaúcho e Marco Antônio; Zé Mario (Paulo Roberto), Dudu e Guina; Katinha, Roberto e Wilsinho.
DETALHE: Guina abriu o placar com 1 minuto de bola rolando e entrou para o time dos mais rápidos "Matadores" da Colina".
 



 
 

 

  


 
 
 

sábado, 22 de abril de 2017

VASCO DA GAMA 0 X 3 FLUMINENSE


REPRODUZIDO DE WWW.CRVASCODAGAMA.COM.BR - AGRADECIMENTO

Pela semifinal do Campeonato Carioca, o Vasco perdeu para o Fluminense, por 3 a 0, e deixou a briga pelo tricampeonato após os títulos de 2015 e 2016. Com o resultado, a equipe vascaína terá três semanas para se preparar para a estreia do Campeonato Brasileiro, dia 14 de maio, contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

image
Gilberto, que protagonizou bons lances pelo Vasco, é marcado de perto por Sornoza - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O primeiro tempo foi dividido em dois aspectos. O Fluminense começou com tudo e pressionou a equipe vascaína logo no início. Destaque do jogo, o goleiro Martín Silva trabalhou bastante. Aos 7 minutos, Pedro enfiou bola para Lucas pela direita, que entrou na área e chutou forte, obrigando o uruguaio a fazer a primeira grande defesa. Na sequência, aos 10, o camisa 1 vascaíno voltou a fazer a diferença em chute muito perigoso de Wellington Silva de longa distância.
O Gigante da Colina teve a primeira oportunidade aos 19 minutos, quando Rodrigo e Luis Fabiano brigam pela bola na área no setor ofensivo, a zaga adversária afastou nos pés de Gilberto, que finalizou com muito perigo. Aos 21 minutos, Wendel apareceu pela esquerda em grande jogada pelo adversário. O jogador rolou para Pedro, que chutou e e o lateral Henrique apareceu para salvar duas vezes. Após a parada técnica, aos 30, Luis Fabiano fez o trabalho de pivô para Nenê, que livre, finalizou para grande defesa de Diego Cavalieri. Pouco tempo depois, foi a vez do camisa 9 testar de cabeça e quase marcar o primeiro.

Nos segundo tempo, o Fluminense abriu o placar logo aos cinco minutos com Richarlison. A equipe das Laranjeiras ainda marcou mais duas vezes com Welington Silva, aos 10 minutos, e Léo, aos 26 minutos. No Vasco, o volante Douglas foi expulso aos 15 minutos.

image
Guilherme em ação contra o Fluminense - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE 3X0 VASCO
Competição: Semifinal do Campeonato Carioca 2017
Local: Maracanã, RJ
Data: 22 de abril de 2017
Horário: 19h (Horário de Brasília)
Público presente: 23.564/ Pagantes: 20.092   
Renda: R$ 832.320,00
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá
Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Diego Luiz Couto Barcelos
Cartões amarelos: Lucas (Fluminense) / Jean, Nenê e Henrique (Vasco)
Cartão vermelho: Douglas (Vasco)
Gols: Richarlison (05'/2º Tempo), Wellington Silva (10'/2º Tempo) e Léo (26'/2º Tempo) - Fluminense
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Henrique Renato Chaves e Léo; Orejuela, Wendel (Lucas Fernandes) e Sornoza; Wellington Silva (Marcos Junior), Pedro (Marquinho) e Richarlison. Técnico: Abel Braga
VASCO: Martín Silva; Gilberto, Rodrigo, Rafael Marques e Henrique (Thalles); Jean, Douglas, Yago Pikachu (Manga), Nenê e Guilherme; Luis Fabiano (Wagner). Técnico: Milton Mendes

HISTORI&LENDAS DA COLINA - SÃO JANU

1 - O estádio do Vasco da Gama, mais conheciedo por São Januário, o nome da rua que passa pelo fundo da casas, está celebrando 90 temporadas. Além de jogos do clube, e de outras agremiações, já recebeu, também, 23 partidas da Seleção Brasileira, tendo a primeira sido em janeiro de 1929, quando os “brasucas” venceram um time argentino chamado Barracas, por 5 x 3, amistosamente. Na Colina, os brasileiros venceram 19 vezes, empataram uma e escorregaram em três oportunidades.

2 - Os jogos do escrete nacional em São Januário: 06.01.1929 – Brasil 5 × 3 Barracas-ARG; 24.02. 1929 – 4 × 2 Rampla Júniores-URU; 24.02.1935 – 2 × 1 River Plate-ARG; 15.01,1939 – 1×5 Argentina; 22.01.1939 –  3 × 2 Argentina; 24.03.1940 – 3 × 4 Uruguai; 31.03.1940 –  1 × 1 Uruguai; 14.05.1944 – 6 × 1 Uruguai; 20.12.1945 –  6 × 2 Argentina; 23.12.1945 – 3 × 1 Argentina; 01.04. 1947 – 3 × 2 Uruguai; 03.04.1949 –  9 × 1 Equador; 24.04.1949 – 7 × 1 Peru. 30.04.1949 – 5 × 1 Uruguai; 08.05.1949 – 1 × 2 Paraguai; 11.05.1949 – 7 × 0 Paraguai; 07.05.1950 – 2 × 0 Paraguai; 14.05.1950 – 3 × 2 Uruguai; 18.05. 1950 – 1 × 0 Uruguai; 06.06.1950 – 6 × 4 Seleção Gaúcha; 11.06.1950 – 4 × 3 Seleção Paulista; 23.07.1989 – 1 × 0 Japão; 14.07.1993 – 2 × 0 Paraguai.

3 -15.05.1927 - Vasco 3 x 1 Flamengo, primeiro duelo entre os dois, em São Januário. Valeu à equipe vascaína conquistou troféu "O Pregão da Victoria".  Em  31.03.1928, houve a inauguração dos refletores do estádio e a primeira partida internacional vascaína, vencendo o Wanderers, do Uruguai, por 1 x 0, diante de mais de 60 mil torcedores. No  09.11. 1930, Vasco 6 x 0 Fluminense, a maior goleada deste encontro.  Em 26.04.1931,  Vasco 7 x 0 Flamengo, a maior goleada no "Clássico dos Milhões".

 4 – 25.05.1949 - Vasco 1 x 0 Arsenal, da Inglaterra, quando o clube londrino era o mais forte do planeta e considerava-se imbatível. Fundado, em 1886, era o campeão da sua temporada nacional-1947/48 e  levou mais de 60 mil torcedores a São Januário. Em 06.12.1992, Vasco 1 x 1 Flamengo, confirmou a conquista do Estadual-RJ-1992, pelos vascaínos, com campanha  invicta. Em 12.08.1998 , em Vasco 2 x 0 Barcelona, do  Equador, a “Turma da Colina” fez a primeira partida da final da Taça Libertadores. conquistada no jogo seguinte, na casdsa do adversário. Em- 06.12.2000, Vasco 2 x 0 Palmeiras foi a primeira partida da final da Copa Mercosul, que seria conquistada pelo Vasco, dias depois, por 4 x 3, na casa palmeirense, na capital paulista.. Em 20.05.2007, em Vasco 3 x 1 Sport-PE, Romário marcou o seu milésimo gol. Em 01.06.2011, Vasco 1 x 0 Coritiba-PR foi o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, carregada pela rapaziada, dias depois, do estádio Couto Pereira, na capital paranaense.
O presidente Getúlio Vargas e Ademir Menezes estão na história
 de São Januário. Foto da entrega ao goleador vascaíno da taça do I Torneio
Pan-Americano de Futebol, disptuado no Chile. A foto, reproduzida da Revista do Vasco,
é datada de 26.04.1952, sem crédito, e não foi clicada na Colina.

5 - Em 01.05. /1940, houve  discurso do presidente da República, Getúlio Vargas, comemorando o Dia do Trabalhador, e a assinatura da criação do salário mínimo, pelo Decreto-Lei nº 2.162, de 1º de Maio de 1940. Em 01.05.1941, novo discurso do presidente Vargas, em mais um Dia do Trabalhador, para lançar a Justiça do Trabalho no país. Mas o real funcionamento destas só veio em 1941, pelo Decreto-Lei nº 1.237/1939. Em 07.09.1942, comemorações do Dia da Independência; realização da Hora da Independência, com a presença e discurso de Getúlio Vargas. O maestro Heitor Villa Lobos regeu um grande coral orfeônico, formado por jovens e crianças das escolas públicas e particulares.

 6 - Em 07.02,1945, rolou em São Januário desfile oficial de Carnaval das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. A Portela foi a campeã. Em 01.05.1945 , mas um discurso do presidente da República, Getúlio Vargas, em nova comemoração do Dia do Trabalho. Em 23.05.1945, comício de Luiz Carlos Prestes, semanas após deixar a prisão, anistiado pelo presidente Getúlio Vargas. O líder falou para cerca de 100 mil pessoas, no estádio, em comício organizado pelo Partido Comunista do Brasil. Em 12.08.1950, coomício de Getúlio Vargas, candidato à Presidência da República. Em 01.05.1951, um outro discurso de Vargas, no Dia do Trabalho.  Em 01.05.1952, o último discurso do presidente Getúlio Vargas na casa cruzmaltina. Em 01.05.1957, diiscursos do presidente da República, Juscelino Kubitschek, e do vice-Presidente da República, João Goulart, também, no Dia do Trabalho.