Vasco

Vasco

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

HISTORI&LENDAS DA COLINA -ESPANHA

1 - O futebol espanhol é uma velha praia vascaína. Desde a d[ecada-1930, quando o "Almirante" tornou-se o primeiro clube carioca a visitar a Europa. Em Vasco 5 X 3 Cádiz, a rapaziada disputou o 23º Torneio Ramon de Carranza-1977, em Cádiz.  Roberto Dinamite emplacou dois gols. Wilsinho, Helinho e Ramon Pernambucano escreveram o placar para este time: Mazaropi; Orlando “Lelé”, Abel Braga, Geraldo e Marco Antônio; Zé Mário, Dirceu Guimarães e Paulo Roberto; Wilsinho, Roberto (Helinho) e Ramon.

2 - Em 1988, o Vasco foi buscar o bi do Troféu Ramón Carranza, vencendo o Atlético de Madrid. Era domingo e Sorato e Vivinho compareceram ao barbante – dois dias antes, houve o passaporte para a final (1 x 0 e gol de Sorato). O chefe da rapaziada era o ex-meio-campista cruzmaltino Carlos Alberto Zanata e o time teve: Acácio; Paulo Roberto, Célio Silva, Fernando e Mazinho; Zé do Carmo, Donato, William e Bismarck: Vivinho (Muricinho) e Sorato (Roberto Dinamite).

3 - O Troféu Cidade de Barcelona-1993 veio  com gols de Valdir ‘Bigode” e de Carlos Alberto Dias. O antigo apoiador vascaíno Alcir Portella gerenciava esta a rapaziada: Márcio; Pimentel, Alexandre Torres, Jorge Luís e Cássio; Bernardo, Geovani, William (Yan) e Carlos Alberto Dias (Leandro); Hernande (Tinho) e Valdir.  

4 - Ricardo Rocha, muito brincalhão, certo dia, ao ouvir uma piada, não sorriu. Os colegas cobram o riso e ele respondeu: "Só não vou rir, porque zagueiro não ri". Além de não sorrir, Ricardo não era muito de bater na rede. Mas teve dia que não teve jeito. Sorriu, ao balançar o filó, em Vasco 3 x 0 Clube do Remo-PA, em um domingo, em São Januário, pelo Brasileiro-1994. No último minuto do primeiro tempo. Antes,  Valdir "Bigode" havia deixado o dele – o apoiador França fechou a fatura,  aos 90 minutos. Sebastião Lazaroni era o chefe desta patota: Carlos Germano, Pimentel, Ricardo Rocha, Alexandre Torres, Bruno Carvalho, Sidnei, França, William, Yan (Pedro Renato), Valdir "Bigode" e João Paulo (Jardel).

4 -  O "Clássico Luso" Vasco 2 x 1 Portuguesa de Desportos, em  28 de agosto de 1996, pelo Brasileirão, marcou a primeira das cinco voltas de Edmundo à Colina. Havia saído, em 1992, para o Palmeiras e passado por Flamengo e Corinthians. O retorno, em São Januário, foi apitada por Márcio Resende de Freitas e assistida por 10.575 pagantes. Ranielli e Juninho Pernambucano marcaram os gols vascaínos, o treinador era Alcir Portella e a rapaziada do dia esta: Caetano; Pimentel, Alê, Alex e Cássio; Luisinho Quintanilha (Ranielli), Fabrício Eduardo, Juninho Pernambucano e Válber (Macedo); Edmundo e Toninho (Brener). 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário