Vasco

Vasco

sábado, 9 de setembro de 2017

VASCO DAS PÁGINAS - ALBINO FRIAÇA

   Uma revista publicada sobre o município de Porciúncula-RJ, trouxe em uma de suas páginas uma obrigatória homenagem a um atleta vascaíno, nascido na terra, em 20 de outubro de 1924. Contava que Albino Cardoso Friaça fora atleta de “chute forte e boa velocidade, com boa passagem pelo Vasco”.
Segundo o texto, Friaça iniciara a carreira, em São Januário, em 1943. Na verdade, o “Clube da Colina” o descobriu no futebol amador do interior de Minas Gerais, onde ele já aprontava.  “... brilhou durante seis anos (entre os cruzmaltinos). Campeão carioca em 1945/1947 e do Sul-Americano ((de Clubes Campeões) em 1948... formou ataques memoráveis... como o do famoso “Expresso da Vitória”, juntamente com Djalma, Maneca, Ademir e Chico”, prossegue o texto.
A publicação menciona, também, que o atacante que atuava em várias posições do time vascaíno, ficou longe de São Januário, entre 1949 e 1951, defendendo o São Paulo. No meio desse período, integrou a Seleção Brasileira na Copa do Mundo-1950, tendo marcado o gol alviazul, na tragédia dos 1 x 2 da final contra os uruguaios. “Após um retorno ao Vasco... Friaça ainda atuaria pela Ponte Preta ... e no outro clube de Campinas, o Guarani, na segunda metade dos anos 50”, historia a revistinha.
Na foto do time posado acima está a rapaziada com quem Friaça foi campeão do Torneio Municipal de 1946; Abaixo, a formação que enfrentaria o Corinthians, pelo Torneio Rio-São Paulo, no Maracanã, em 1952.
 Da esquerda para a direita, em pé, estão: Ely do Amparo, Moacir Barbosa, Clarel, Augusto da Costa, Jorge Sacramento e Danilo Alvim; agachados, na mesma ordem: Friaça, Ipojucan, Ademir Menezes, Maneca e Jansen.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário